CEASAMINAS - Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A.
  Contagem, quarta-feira, 19 de junho de 2019.

Desafios para uma horticultura sustentável são discutidos na segunda edição do CLBHort

O tema “Pesquisa e Inovação em Diálogo com as Empresas” é o fio condutor do II Congresso Luso-Brasileiro de Horticultura – CLBHort 2019, evento que reúne pesquisadores do Brasil e de Portugal durante o período de 22 a 25 de maio na Universidade Federal de Goiás, em Goiânia, para aprofundar e ampliar os entendimentos mantidos quando da realização do I CLBHort realizado em Portugal, em 2017.

Em sintonia com a temática que vai permear as apresentações, o ex-presidente da Sociedade Internacional de Ciências Hortícolas (em inglês ISHS) Antonio Monteiro, conferencista português da abertura do evento, avalia que por ser universal e diversificada, a horticultura possui uma elevada capacidade de adaptação aos “desafios emergentes colocados pela sociedade, respondendo às novas necessidades e a condicionantes por parte dos consumidores”.

“O âmbito da inovação em horticultura é alargado através da translação rápida, para as empresas, do conhecimento em novas áreas científicas, o que permite a criação de produtos e serviços a partir da genômica, nanotecnologia, modelação, robótica, automação e outras áreas científicas de ponta, levando ao nascimento do que poderemos chamar uma nova horticultura”, detalha Monteiro, para quem, no entanto, “temos que começar a pensar ‘fora da caixa’”.

“Assiste-se a uma revolução tecnológica na horticultura que é conseguida a partir de áreas do conhecimento muito distantes do que habitualmente entendemos por ciências da horticultura e que envolvem atores com formação em áreas do conhecimento muito diversas”, explica.

Desafios em comum

Para o pesquisador e chefe-geral da Embrapa Hortaliças Warley Nascimento, os desafios enfrentados por países como Portugal podem ter outras nuances, mas têm em comum com o Brasil - como um país de dimensões continentais - questões ligadas à produção de alimentos suficientes para atender os padrões de qualidade e segurança para uma crescente população mundial; a utilização de recursos naturais finitos de forma mais eficiente; adaptar a horticultura às mudanças climáticas, entre outros.

“Em resumo, temos igualmente pela frente o desafio de desenvolver uma horticultura sustentável e produtiva que possa prosperar em um mundo que passa por mudanças aceleradas e impactantes”, acentua o pesquisador. “E o Brasil”, acrescenta, “é um laboratório natural para avaliar os problemas, discutir caminhos e encontrar respostas para a horticultura tropical e subtropical”.


Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Fonte: www.embrapa.br/hortalicas


Notícia de 22/05/2019.

Endereços:
Unidade de Contagem
Rodovia BR-040 km 688 - Kennedy
Contagem, MG, Brasil. CEP: 32.145-900
Telefone: (31)3399-2050

Unidade de Uberlândia
Rodovia BR-050 KM 76 - Segismundo Pereira
Uberlândia, MG, Brasil. CEP: 38.408-369
Telefone: (34)3234-1277

Unidade de Juiz de Fora
Avenida Doutor Simeão de Faria, nº 2525 - Santa Cruz
Juiz de Fora, MG, Brasil. CEP: 36.088-000
Telefone: (32)3222-5460

Unidade de Barbacena
Rodovia BR-040, km 698 - Caiçara
Barbacena, MG, Brasil. CEP: 36.204-666
Telefone: (32)3331-6242

Unidade de Caratinga
Rodovia BR 116, Km 529 - Nossa Senhora das Graças
Caratinga, MG, Brasil. CEP: 35.300-970
Telefone: (33)3321-7243

Unidade de Governador Valadares
Rodovia BR 116, Km 413 - Turmalina
Governador Valadares, MG, Brasil. CEP: 35.042-060
Telefone: (33)3221-2979



Copyright © - Todos os direitos reservados - Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A.
DETIN - Departamento de Tecnologia da Informação da CeasaMinas.